CONHEÇA 8 CERVEJAS QUE VOCÊ NÃO IMAGINAVA QUE EXISTIAM

O mundo cervejeiro está cheio de cervejas malucas, como as que são maturadas no fundo do mar, fermentadas por microrganismos selvagens e gaseificadas com hélio. Isso sem mencionar cervejas históricas, fiéis a rituais antigos e com detalhes de produção arrepiantes.  Buscando trazer um pouco mais dessa faceta pouco conhecida do incrível mundo das cervejas artesanais, fizemos uma compilação de 8 cervejas que julgamos no mínimo interessantes e inegavelmente bizarras.

  1. A cerveja mais forte do mundo – 67,5% ABV


imag post epico

 

Existe uma briga de foice nervosa para saber qual cervejaria faz a cerveja mais forte/alcoólica do mundo! Elas vão criando cervejas mais fortes e a cada ano uma supera a outra. Atualmente, segundo o site  Beer Tutor, a cervejaria detentora do primeiro e segundo lugar é a Brewmeister, com as cervejas Snake Venom (67,5% ABV) e Armageddon (65% ABV), respectivamente.

    2. Chicha: mastigue, cuspa e produza

 

Encara uma cerveja histórica feita de milho mastigado, cuspido e algumas especiarias? Sim, existe! É tradição na América Central e em alguns países da América do sul. A ideia é que a enzima da saliva humana (ptialina) faça o trabalho de conversão do amido em açúcares fermentáveis. Depois, o milho mastigado (e babado), chamado de muko, passa por uma secagem e vai para o processo cervejeiro. Pelo menos a cerveja é fervida durante o processo!

    3. Sunk Punk: do fundo do oceano

Sunk-Punk-bottles

A Sunk Punk é uma IPA (7,1% ABV) com uma pequena peculiaridade: foi elaborada no fundo do mar do norte, no oceano atlântico. Assim a cervejaria BrewDog fez história, criando a primeira cerveja do tipo.

A ideia deles foi remover uma maldição antiga que assolava a costa escocesa. O folclore escocês afirma que para acalmar uma tempestade, deve-se jogar uma garrafa de cerveja no oceano.  De acordo com a lenda, um pescador casado com uma bruxa ia pescar todos os dias e não conseguia nada. A bruxa ia na costa e lançava feitiços para dar sorte ao marido, até que ela descobriu que ele estava bebendo cerveja em vez de pescar. Ela decidiu então colocar uma maldição na costa, que dizia que sempre que o pescador fosse à costa, uma tempestade começaria. A intenção de fazer cerveja embaixo das ondas foi de dar um fim definitivo às tempestades e reverter a maldição!

    4. Cerveja para Cachorro?

imag post epico 04

Já ficou com pena do seu cachorro não poder provar o maravilha que é a cerveja? Então, pode continuar com pena! Para começar, essas cervejas não têm álcool, mas isso é ótimo, pois o álcool é tóxico para o bichinho. O difícil é que ela tem sabor de carne. DE CARNE. Parece uma ração líquida e pouca coisa no sabor dessa bebida lembra cerveja. Sim, nós já tomamos. Mas se o seu peludo gostar, quem somos nós para julgar!

    5. Cerveja gaseificada com Hélio

imag post epico 05

Vários vídeos foram liberados mostrando o efeito das cervejas gaseificadas com hélio. Até a voz do bebedor fica fica e engraçada! A grande cervejaria Samuel Adams lançou um vídeo viral, falando da HeliYUM, seus aromas magníficos e mostrando a alteração na voz. Adivinha a data que o vídeo foi lançado? PRIMEIRO DE ABRIL.

Pois é, se você já viu essa história do hélio, saiba que é mentira! Não acredite em tudo que vê na internet. Não é legal e nem recomendável gaseificar uma cerveja com hélio, que é 700 vezes menos solúvel que o dióxido de carbono. Quando a garrafa é aberta, o dióxido de carbono é liberado suavemente, com pequenas bolhas dando aquele efeito frizante. O Hélio seria liberado todo de uma vez em uma grande bolha (BLOOP), fazendo a maior sujeira.

    6. Cerveja barbada

imag post epico 06

Essa cerveja tá concorrendo com a Chicha o prêmio nojinho. É uma cerveja dourada, do estilo ale selvagem americana com 5,7% de álcool. A levedura dessa cerveja vem da barba do cervejeiro John Maier. A cervejaria Rogue é responsável por essa façanha e afirma “Você não está realmente bebendo uma barba, você está bebendo uma grande cerveja que por acaso tem uma levedura que veio de uma barba.” Pelo menos eles avisam.

   7. Cerveja com cevada do espaço

18mk72cbjq8ydpng

Essa cerveja é bem cara, e olha que é uma pilsen americana clássica com 5% de álcool. O detalhe: a cevada dessa cerveja foi mantida no espaço por 5 anos, como parte de um estudo colaborativo entre universidades do Japão e da Rússia, com o propósito de desenvolver comida sustentável no espaço. Foi a primeira cerveja do mundo a ser produzida com “cevada do espaço” e apenas 250 japoneses tiveram a oportunidade de adquirir uma caixa com 6 unidades. Ela foi descrita como “adocicada com uma cor ligeiramente escura lembrando o espaço”.

    8. Feita e maturada com ostras

imag post epico 08

Essa cerveja é bem interessante e parece deliciosa! A história dela tem origem na Inglaterra vitoriana, em que ostra e cerveja era uma harmonização comum. Moluscos e crustáceos eram muito baratos nessa época e a cerveja popular era a “stout porter”. Parecia o paraíso, ostras adocicadas balanceando o tostado das cervejas escuras. Eventualmente, as conchas entraram na panela cervejeira, para auxiliar na clarificação, mas acabou destacando sabores amargos da cerveja e criando uma sensação aveludada na boca.

Hoje em dia, cervejas do estilo stout com ostras são comuns no Reino Unido. Cervejas sutis como uma stout seca, costumam empregar conchas para dar alguma salinidade à cerveja. Cervejas mais robustas, como stouts de aveia, podem empregar a ostra inteira (com a carne!). Normalmente o caráter da ostra é neutro, mas se for adicionada em excesso pode criar uma sopa de peixe!

E aí, qual cerveja dessa lista você provaria? Qual você não provaria de jeito nenhum? Sabemos que existem várias outras cervejas bizarras pelo mundo, você conhece mais alguma? Deixe nos comentários que vamos adorar!

 

Ajude a divulgar a cultura cervejeira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *