Arte para todos e em todos os lugares, um pouco sobre grafitti com o artista Herok.

Dia 08/12, Sábado, a Cervejaria Cambirela comemora 2 anos de existência, vamos celebrar esse dia enaltecendo o espirito com arte, isso significa, música de qualidade, grafitti ao vivo e é claro muita cerveja artesanal.

O grafiteiro Herok é quem vai compartilhar seu trabalho incrível conosco durante esse dia especial. Confira um pouco sobre sua visão e experiências com o grafitti na entrevista com o artista. 

ERICK ELLWANGER: Fale um pouco sobre sua trajetória como artista.

HEROK: Me chamo Ricardo Bernardo mais conhecido como Herok. Nasci em Itajaí e fui criado no Brasil até os meus 13 anos onde me mudei para Portugal com a minha família.
Tenho uma família de artistas, meu avô era maestro, minha tia escritora e minha mãe sempre gostou muito de desenhar, então minha influência começou nela.
Mas o meu primeiro contato com a arte e onde tudo começou foi em Portugal, onde tive o primeiro contato com o graffiti. Vivi dez anos em Portugal, conheci muitos artistas e adquiri muita técnica vendo e pintando nas ruas do país.
Faz 5 anos que retornei para o Brasil e me tornei o piorneiro do graffiti em Criciúma e desde então tenho explorado novos caminhos e novas possibilidades para a minha arte. Recentemente retornei a Europa e deixei a minha arte na França, Inglaterra, Espanha e Portugal.

O que despertou a tua paixão pela arte?

A arte para mim sempre foi muito natural, porque convivia com isso diariamente. Mas o que realmente me fez deixar que a arte tomasse conta de mim foi a necessidade de me comunicar com as pessoas e a cultura que fui inserido e assim fazer parte e ser entendido por eles, que foi quando fui morar em Portugal.

” cada arte é um desafio e cada desafio trás novos aprendizados e experiências.”  

Herok

 

Quais artistas te influenciam?

O britânico e street artist BANKSY, esse artista tem um trabalho genial, arte social e política.
Os Gêmeos, são irmão brasileiros e grafiteiros. Fazem parte da primeira escola do graffiti no Brasil e são referência no que toca a originalidade de estilo. E muitos outros.

O grafitti vem sendo bem reconhecido como arte mundialmente? E no Brasil?

Sim o graffiti já ganhou seu espaço no mundo das artes já a algum tempo. Mas aqui no Brasil tudo chega um pouco atrasado ne. Então a arte que é feita aqui é mais valorizada fora do que propriamente no Brasil. Mas as coisas estão caminhando…

Qual tua percepção sobre o cenário artístico da região, em especial o alternativo.

Eu estou morando no Brasil a 5 anos só. Então posso falar que desses 5 anos pra cá. Posso dizer que está tendo mais oportunidades para a arte e artistas. Eventos alternativos crescem cada dia mais e isso se da pelo aumento do público que procura. Mas ainda acho pouco.

Você costuma participar de eventos?

Sim. Quando possível gosto de participar. Mas a maior parte de eventos artísticos graffiti por exemplo. É tudo fora do estado, aqui ainda é muito fraco em relação a isso. Eu realizei um dos poucos eventos de graffiti da região, o policromia.

Qual tua expectativa de fazer um grafitti ao vivo no Aniversário da Cambirela?

Apesar de ter 14 aninhos de estrada e parede, cada arte é um desafio e cada desafio trás novos aprendizados e experiências. Pretendo levar muita arte e cor para esse dia tão especial. E sou grato por essa oportunidade.

“Pretendo levar muita arte e cor para esse dia tão especial.”

Herok

Soube que você teve experiências internacionais com o grafitti, poderia nos contar algo a respeito?

Desde que comecei a fazer graffiti sempre tive vontade de viajar o mundo e deixar a minha marca. No início do ano comecei a realizar esse meu sonho, coloquei a mochila nas costas e fui.
Pintei na Espanha ,Sevilha, Granada e Madrid, Paris na França, Londres Inglaterra e retornei à Portugal. Conheci vários artistas e agora pretendo fazer mais alguns países da Europa para depois ir para EUA, Pintar e conhecer o berço do hip hop, o BROKLYN. Ainda estou caminhando mas espero um dia poder expor trabalhos meus dentro e fora do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *