Rock and roll em dose dupla com a Drop Duo

Quinta-feira, dia 06 de dezembro, às 18 hrs, o Beer Garden Cambirela abre seus portões para mais um Happy Hour musical e recebe a dupla Drop Duo a partir das 20 hrs.

Conversamos com eles para saber mais sobre seu caminho no mundo da música. Confira!

ERICK ELLWANGER: Conta pra gente um pouco da história musical da dupla.

DROP DUO: Começamos a tocar juntos por acaso. O Dian (cajon e baixo)  era responsável pela agenda musical de um dos Pubs de Tubarão, e em uma das noites que eu (Rafael – Voz e violão) fui tocar na casa, combinamos de fazer um som juntos, e a parceria continua até hoje, pois já tivemos uma afinidade musical logo de cara. Foram surgindo convites pela região, pois o público se identificou bastante com a nossa proposta de resgatar os grandes clássicos do rock, que abrange desde bandas das décadas de 60, 70 e 80, como Pink Floyd, Creedence, The Doors e The Cure, até clássicos do grunge dos anos 90 e pós anos 2000, sem esquecer dos clássicos nacionais como Legião Urbana, Engenheiros, Raul Seixas, etc.

Qual a ideia do nome Drop Duo?

A ideia é que fosse um nome sonoro e fácil de marcar. E parece que tem dado certo (risos)

O que despertou a paixão de vocês pela música?

No nosso caso, acho que já vem de dentro e tem bastante influência da família. Começamos a nos interessar por música desde muito cedo. Os irmãos mais velhos do Dian já eram músicos e ele só seguiu os passos. Minha irmã também foi minha primeira referência, quando ela começou a tocar teclado, e com o tempo fomos desenvolvendo nossas características e preferências.

“rock é eterno e atemporal ”  

Drop Duo

 

Quais os estilos musicais que inspiram vocês?

Eu (Rafael), tenho uma forte formação dentro do rock’n roll, nas seus mais diversos segmentos, pois na minha visão o rock é eterno e atemporal. O Dian além do rock clássico, tem bastante influência de MPB, Reggae e Surf Music.

Vocês tem músicas autorais?

Ainda não temos nenhuma finalizada, mas estamos trabalhando nisso. Logo menos estaremos lançando nossas primeiras músicas autorais.

O que acham do cenário musical na região?

Percebemos que nossa região está muito bem servida de bons músicos e bandas, que tem aprimorado seu trabalho e se destacado cada vez mais. As casas e produtores também tem se aperfeiçoado, e vejo que tem bastante trabalho em conjunto, fazendo com que todo mundo cresça e desenvolva melhor aquilo que cada um tem a oferecer, consequentemente atraindo mais o público.

Qual a opinião de vocês sobre os eventos da Cambirela?

Com certeza o Cambirela tem sido um diferencial na região, tanto em questão da qualidade dos músicos que tocam nos eventos, quanto de público. A sensação é sempre de liberdade e amizade.

E qual a expectativa de vocês em tocar no Beer Garden Cambirela?

A melhor possível. Em todas as vezes que tocamos no Cambirela sentimos uma troca muito legal com o público e fomos sempre muito bem recebidos pelo pessoal da casa. E dessa vez sabemos que não vai ser diferente. Esperamos fazer mais uma grande noite, com a galera cantando e se emocionando junto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *